Planejamento financeiro para comprar imóvel: por onde começar?

Post-4-Planejamento-financeiro-comprar-imóvel-por-onde-comecar-foto1

A compra de um imóvel costuma gerar expectativa e representa um marco importante na vida de qualquer pessoa. No entanto, para que esse sonho torne-se realidade sem gerar imprevistos que possam comprometer o orçamento da família, é essencial fazer um planejamento financeiro. Isso envolve muito mais que poupar, é preciso colocar em prática algumas estratégias que são peça-chave para comprar um imóvel de forma segura.

Ficou curioso para conhecê-las? Confira abaixo:

 

Determine um valor para poupar mensalmente

Post-4-Planejamento-financeiro-comprar-imóvel-por-onde-comecar-foto2

Você tem controle sobre os seus ganhos e gastos? É importante fazer a contabilidade mensal em casa, assim como em qualquer outro negócio. Ao ter em mãos os números exatos é possível calcular quanto sobra no fim do mês e, desse valor, estipular um percentual mínimo para investir na compra do imóvel. As metas são importantes para estimular a poupança.

 

Invista o dinheiro que está sendo poupado

Se você acompanha os noticiários, deve ter visto que a caderneta de poupança passou a render menos a partir do último dia 7 de setembro. Isso deixa evidente que uma boa estratégia é procurar outros investimentos financeiros que apresentem melhor rendimento até você precisar utilizar na compra do imóvel.

Entre as opções mais seguras estão as aplicações em renda fixa, que previamente apontam quais serão os ganhos. Além disso, os títulos públicos do Governo Federal também são uma boa escolha. Esses dois tipos de investimentos possuem histórico de render mais que a poupança.

 

Escolha o imóvel com calma e atenção

Post-4-Planejamento-financeiro-comprar-imóvel-por-onde-comecar-foto3

Controlar a ansiedade durante esse processo de compra de um imóvel é essencial, pois o negócio exige muita cautela para minimizar o risco de arrependimento. Pesquise e visite todas as opções que forem possíveis. O mercado imobiliário vive em movimento, novas opções de imóveis surgem frequentemente.

Lembre-se: um imóvel é uma aquisição importante, possivelmente ficará por muitos anos com você. Então, certifique-se de que ele atende ao que você precisa e tenha certeza de poder arcar com o pagamento.

 

Negocie a melhor forma de pagamento

Conforme o InfoMoney, site especializado em investimentos pessoais e educação financeira, para quem possui um perfil de investidor conservador, comprar um imóvel à vista, negociando descontos, traz vantagens financeiras, pois os rendimentos em uma aplicação conservadora costumam ser menores do que as taxas de financiamento de um imóvel.

Mas, se for preciso encontrar outras formas de negociação, atualmente o mercado imobiliário tem oferecido e praticado uma ampla gama de possibilidades. É importante aproveitar da melhor forma possível cada uma dessas opções.

Financiamento: programe-se para dar o máximo de entrada possível, pelo menos 30% do valor total do imóvel. Afinal, quanto maior o valor pago à vista, menores ficam as parcelas e os juros. Lembrando que as parcelas mensais do imóvel não devem ultrapassar o percentual de 30% da sua renda.

FGTS: o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) é uma excelente saída para aumentar os recursos disponíveis para comprar um imóvel. Segundo o Portal do Governo Federal, em fevereiro de 2017 o Ministério do Planejamento anunciou que o Conselho Monetário Nacional (CMN) aumentou o teto para compra de imóveis usando recursos do FGTS – agora o valor máximo é de R$ 1,5 milhão.

 

Avalie a melhor opção: imóveis novos ou usados

Geralmente, os imóveis usados possuem um valor mais atrativo em comparação aos novos. No entanto, é preciso averiguar se está em perfeitas condições, pois reparos hidráulicos, elétricos e de estrutura podem custar caro e fazer com que a economia obtida na negociação desapareça.

Imóveis na planta são bastante atrativos e apresentam excelente custo/benefício do ponto de vista financeiro e estrutural. Ao escolher uma construtora de referência, conhecida pelo alto padrão, é possível adquirir um imóvel moderno e que será entregue em perfeitas condições.

 

Prepare-se para as despesas extras

Post-4-Planejamento-financeiro-comprar-imóvel-por-onde-comecar-foto4

Caso você opte por financiar o imóvel, é importante lembrar que as parcelas, embora correspondam à maior parte do valor, não são os únicos compromissos a cumprir – vão surgir ainda despesas como taxa de transferência, IPTU, seguro e mobília. Ao fazer os cálculos de quanto você pode destinar mensalmente para investir em um apartamento, inclua um valor que consiga cobrir também essas despesas.

Agora que você já tem todas essas orientações em mãos, reserve um tempo e faça o planejamento financeiro para a compra do seu imóvel. Todos esses cuidados ajudam a garantir uma aquisição consciente e segura.
A AMC Construtora possui excelentes empreendimentos na planta e outros que já estão prontos para morar. Clique aqui e conheça-os!

Post-4-Planejamento-financeiro-comprar-imóvel-por-onde-comecar-foto5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *